Pular para o conteúdo principal

Ditadura Pentecostal!

Ditadura pentecostal





Neste vídeo, Fala Sério Varão trata da exclusão de um diácono da Assembléia de Deus, o irmão Júlio do Mato Grosso, por postar vídeos do Fala Sério Varão em seu Facebook. Confira no vídeo!


A seguir, o vídeo postado pelo Julio e que provocou a sua exclusão:








Fonte:
http://www.genizahvirtual.com/2013/05/ditadura-pentecostal.html

Opinião do Blog: Mais uma triste realidade que acontece
nos arraiás ungidos, sei que existem alguns que não se
contaminaram ainda, pois ainda acredito que por mais que divergimos teologicamente, temos a obrigação de sermos bíblicos em 1º lugar.
Esses irmãos que foram perseguidos por se dispor a obedecer a bíblia e não a instituição sempre serão referencias pra nós, pois não podemos deixar de alertar a todos os eleitos.
Que o SENHOR tenha misericórdia de nós! AMÉM!

Comentários

Osvaldo Alves disse…
É inconcebível confundir submissão com dependência.
Pois a dependência está firmada no uso impróprio da dificuldade alheia.
É ilícito se tornar submisso por conta de uma situação tipo 'dever favor'.
A submissão deve ser efetivada de livre,
Espontânea e consciente vontade.
Sua existência deve estar firmada e fundamentada...
Na prerrogativa dela ser um princípio de Deus.
E como lei que é, deve se aplicar...
Na mais sublime forma da legalidade e justiça.
Deve partir da precisão ética, da visão de Reino.
E ser regida pelo princípio do amor
na autoridade constituída por Deus e não por si mesmo.
Sendo que, à parte que cabe o direito de ser autoridade
deve exercê-la com humildade.
E com o único propósito de ser producente ao Reino de Deus,
mantendo assim sua unidade.
Sabendo que não é pela imposição do "seu direito".
Nem pela compra favorecida deste, nem qualquer outro artifício que possa ser usado para fazer valer à força o autoritarismo.
Mas deve ser regida e principiada pelo seu exemplo de cristão,
digno de ser seguido.
Digno de ser imitado e digno de ser honrado
pela obediência e submissão consciente e racional do que ela é, representa e faz em favor do Reino de Deus e da vida pessoal.
Submissão não é adoração, não é veneração.
Não vem de chantagem ou pressão de qualquer ordem.
Nem ao menos pode estar ligada à pratica que comumente se tem
de "ter que prestar homenagem"
e dar honra no sentido de alguma expressão pública disso.
Submissão é de caráter racional,
princípio bíblico que são se aplica isoladamente,
mas faz parte de todo conjunto da doutrina cristã.
Sejamos livres em Cristo, submissos às autoridades
que verdadeiramente procedem de Deus
Sejamos conscientes, não retrógrados à idade média.
Sejamos contemporâneos da luz que vem de Cristo
e ilumina a todo ser humano.
Sejamos racionais e conscientes em tudo.
http://osvaldoalves.blogspot.com/
Osvaldo Alves disse…
É inconcebível confundir submissão com dependência.
Pois a dependência está firmada no uso impróprio da dificuldade alheia.
É ilícito se tornar submisso por conta de uma situação tipo 'dever favor'.
A submissão deve ser efetivada de livre,
Espontânea e consciente vontade.
Sua existência deve estar firmada e fundamentada...
Na prerrogativa dela ser um princípio de Deus.
E como lei que é, deve se aplicar...
Na mais sublime forma da legalidade e justiça.
Deve partir da precisão ética, da visão de Reino.
E ser regida pelo princípio do amor
na autoridade constituída por Deus e não por si mesmo.
Sendo que, à parte que cabe o direito de ser autoridade
deve exercê-la com humildade.
E com o único propósito de ser producente ao Reino de Deus,
mantendo assim sua unidade.
Sabendo que não é pela imposição do "seu direito".
Nem pela compra favorecida deste, nem qualquer outro artifício que possa ser usado para fazer valer à força o autoritarismo.
Mas deve ser regida e principiada pelo seu exemplo de cristão,
digno de ser seguido.
Digno de ser imitado e digno de ser honrado
pela obediência e submissão consciente e racional do que ela é, representa e faz em favor do Reino de Deus e da vida pessoal.
Submissão não é adoração, não é veneração.
Não vem de chantagem ou pressão de qualquer ordem.
Nem ao menos pode estar ligada à pratica que comumente se tem
de "ter que prestar homenagem"
e dar honra no sentido de alguma expressão pública disso.
Submissão é de caráter racional,
princípio bíblico que são se aplica isoladamente,
mas faz parte de todo conjunto da doutrina cristã.
Sejamos livres em Cristo, submissos às autoridades
que verdadeiramente procedem de Deus
Sejamos conscientes, não retrógrados à idade média.
Sejamos contemporâneos da luz que vem de Cristo
e ilumina a todo ser humano.
Sejamos racionais e conscientes em tudo.
http://osvaldoalves.blogspot.com/
Osvaldo Alves disse…
Submissão racional

É inconcebível confundir submissão com dependência.
Pois a dependência está firmada no uso impróprio da dificuldade alheia.
É ilícito se tornar submisso por conta de uma situação tipo 'dever favor'.
A submissão deve ser efetivada de livre,
Espontânea e consciente vontade.
Sua existência deve estar firmada e fundamentada...
Na prerrogativa dela ser um princípio de Deus.
E como lei que é, deve se aplicar...
Na mais sublime forma da legalidade e justiça.
Deve partir da precisão ética, da visão de Reino.
E ser regida pelo princípio do amor
na autoridade constituída por Deus e não por si mesmo.
Sendo que, à parte que cabe o direito de ser autoridade
deve exercê-la com humildade.
E com o único propósito de ser producente ao Reino de Deus,
mantendo assim sua unidade.
Sabendo que não é pela imposição do "seu direito".
Nem pela compra favorecida deste, nem qualquer outro artifício que possa ser usado para fazer valer à força o autoritarismo.
Mas deve ser regida e principiada pelo seu exemplo de cristão,
digno de ser seguido.
Digno de ser imitado e digno de ser honrado
pela obediência e submissão consciente e racional do que ela é, representa e faz em favor do Reino de Deus e da vida pessoal.
Submissão não é adoração, não é veneração.
Não vem de chantagem ou pressão de qualquer ordem.
Nem ao menos pode estar ligada à pratica que comumente se tem
de "ter que prestar homenagem"
e dar honra no sentido de alguma expressão pública disso.
Submissão é de caráter racional,
princípio bíblico que são se aplica isoladamente,
mas faz parte de todo conjunto da doutrina cristã.
Sejamos livres em Cristo, submissos às autoridades
que verdadeiramente procedem de Deus
Sejamos conscientes, não retrógrados à idade média.
Sejamos contemporâneos da luz que vem de Cristo
e ilumina a todo ser humano.
Sejamos racionais e conscientes em tudo.
http://osvaldoalves.blogspot.com/
Realmente, é inacreditável, mas é verdade; há muitos loucos por aí, rotulados de pastores, que são meros sanguessugas de pessoas incautas e simples; como é difícil combatê-los! A iniciativa dos irmãos aqui é muito louvável, Deus seja glorificado por isso! Deus abençoe vocês,

Postagens mais visitadas deste blog

5 Expressões Sem Sentido Usadas na Igreja Hoje!

As 5 expressões evangélicas mais sem sentido usadas nas Igrejas
5 – EXORTAR Essa expressão é usada de modo equivocado em 100% das Igrejas. Segundo qualquer dicionário, exortar significa “animar, incentivar, estimular”. Logo, exortar o irmão que está em pecado na verdade não significa repreende-lo. Quem está vivendo no erro não precisa de um incentivo, mas de um auxílio. 4 – LEVITA Essa morreu no Antigo Testamento. Os Levitas eram descendentes da Tribo de Levi, e eram encarregados de TODO O SERVIÇO no Templo. Mas Levita tem sido usado como sinônimo de músico. Besteira pura! Pra começar a música no serviço levítico era a menor das tarefas. A faxina, organização e carregar peso nas costas, isso sim era a parte mais importante do trabalho. Levando em conta que não somos judeus, não somos descendentes daquela tribo e também lembrando que o Templo não existe mais, então estamos dispensados do serviço levítico. Músico é músico. Ponto.
3 – PROFETA Segundo a bíblia, profeta é aquele que revela a von…

Denúncia na igreja do evangelho quadrangular!

PASTORA DENUNCIA LIDERANÇA DA IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR Comentário de Wagner Lemos (ex-membro dessa empresa que muitos chamam de Igreja Quadrangular): Como membro da Quadrangular a mais de 15 anos sei de muita coisa ali… e o que é escancarado é nossa liderança corrupta! Que vê as igrejas como empresas e sua membresia como clientes. Tenho um amigo pastor que foi designado para pastorear uma igreja Quadrangular numa cidade vizinha a nossa, e quando retornou me contou com lagrimas nos olhos: A reunião de liderança da minha região é uma vergonha! Tive que ouvir coisas como: Bater metas financeiras… Arrecadação… Propósitos… Não ouve a menção de almas! Apenas dinheiro… Parecia estar numa reunião de empresários sem ser uma… E esse vídeo que achei na internet só comprova aquilo que já sabia a muito tempo! Os pastores do alto escalão, normalmente os responsável por cada região sobrevivem das igrejas de bairro. Os pastores se viram como podem para manter a igreja e ainda enviar a porcent…

95 Teses para a Igreja de Hoje

Reafirmamos a necessidade das 95 teses de Lutero para Igreja. Há uma necessidade de uma Reforma nos dias atuais!
1 – Reafirmamos a supremacia das Escrituras Sagradas sobre quaisquer visões, sonhos ou novas revelações que possam aparecer. (Mc 13.31) 2 – Entendemos que todas as doutrinas, idéias, projetos ou ministérios devem passar pelo crivo da Palavra de Deus, levando-se em conta sua total revelação em Cristo e no Novo Testamento do Seu sangue. (Hb 1.1-2) 3 – Repudiamos toda e qualquer tentativa de utilização do texto sagrado visando a manipulação e domínio do povo que, sinceramente, deseja seguir a Deus. (2 Pe 1.20) 4 – Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e que contém TODA a revelação que Deus julgou necessária para todos os povos, em todos os tempos, não necessitando de revelações posteriores, sejam essas revelações trazidas por anjos, profetas ou quaisquer outras pessoas. (2 Tm 3.16) 5 – Que o ensino coerente das Escrituras volte a ocupar lugar de honra em nossas igrejas. Que haja …