Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Julgando os Críticos ou Criticando os Juízes?

Imagem
JULGANDO OS CRÍTICOS OU CRITICANDO OS JUÍZES? Por Jonara Gonçalves Tem sido extremamente intrigante a forma como se tem atacado os chamados “críticos”. Toda vez que encontramos algo em desacordo com a biblia e protestamos, somos criticados por julgar ou somos julgados por criticar. É uma questão de lógica: Quem julga quem critica, logo, é um juíz. E quem critica o que julga, logo, é um crítico.Somos sempre barrados com as mesmas respostas: “ – Cuidado! Não fale do ungido de Deus!” (Como se nós não fôssemos ungidos, ou seja, elesjulgamque não somos ungidos). “ – Não fale dessa forma, pois isso é falar contra o Espírito Santo, o que é blasfêmia, e este pecado não tem perdão.” (Esta bate o record! Eles creem que todo mover “retetense” é do Espírito, e julgamque blasfemamos). “ – Você não tem mais o que fazer? Vai cuidar da sua vida e pare de falar dos outros!” (Dá vontade de rir! Ora, quem tem muito o que fazer, não tem tempo pra ler o texto do blog, nem para falar da vida “desocupada” do…

Morreu? E Agora?

Imagem
Morreu? E agora?
André Sanchez

Para onde vão as almas das pessoas depois que elas morrem? Elas já vão para o céu e para o inferno ou permanecem em algum lugar intermediário dormindo? As almas dos falecidos conseguem se comunicar com os vivos e interagir com o nosso mundo?
Caro leitor, todas as almas são propriedade exclusiva de Deus. Ele as criou e elas são Dele. Assim, a Bíblia diz que quando uma pessoa morre, seu espírito volta a Deus. “e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.” (Ec 12. 7).
A morte também sela o destino da pessoa. Todos morrem ou salvos ou condenados. Ninguém morre com seu destino final indefinido. Assim, a morte é a batida final do martelo na vida de todos nós. “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo” (Hb 9. 27). Morremos uma só vez e depois disso vem sobre nós o juízo. O “juízo” já é uma espécie de julgamento que separam salvos e condenados após sua morte. Esse juízo de Deus separa os s…

Os Limites dos Milagres!

Imagem
Os limites dos milagres Jesus, que, presumimos nós, poderia operar prodígios a qualquer hora de sua vida se quisesse, parecia curiosamente ambíguo acerca de milagres. Com seus discípulos, ele os usava como prova de quem ele era ("Creiam em mim quando digo que estou no Pai e que o Pai está em mim; ou pelo menos creiam por causa das mesmas obras"). Mas, mesmo no momento em que realizava suas obras miraculosas, ele lhes atribuía pouca importância. Marcos registra sete ocasiões diferentes em que Jesus pedia  a alguém por ele curado que não contasse a ninguém.
O amor NÃO se orgulha - 1º Cor 13.7 
Jesus conhecia bem o efeito superficial dos milagres dos tempos de Moisés e de Elias: eles atraíam multidões, com certeza, mas raramente encorajavam uma fidelidade de longo prazo. Ele trazia uma dura mensagem de obediência e sacrifício, não um show à parte para plateias embasbacadas e sensacionalistas. (É claro que os céticos dos tempos de Jesus - de modo muito semelhante ao dos céticos de…

Onde estão os Joões Batistas?

Imagem
Onde estão os Joões Batistas?
Costumo acessar o “globo, ponto, com” para ver as notícias do dia. Quando começa a nova temporada da maior excrescência da TV brasileira, dá nojo de abrir tal site. Na verdade, todos os portais de notícias têm as suas seções de imoralidade, mas, quando chega a época do aludido programa, as fotos e imagens eróticas passam a aparecer logo no topo da página, como se fosse a notícia mais importante do nosso país.

Mas veja que incoerência: alguns pastores têm pressionado a TV Globo a produzir uma novela com heroína evangélica! Ora, não seria melhor protestar contra a programação imoral e “embbburrecedora” que essa emissora tem apresentado diariamente? Que consenso há entre a luz e as trevas? Querem esses pastores prenderem-se a um jugo desigual? A imoralidade não os incomoda, contanto que haja uma heroína evangélica em uma novela?

Por outro lado, há evangélicos que se irritam com os pastores e expoentes do Evangelho que protestam contra os programas imorais da TV…

A Mão Gigante, a mão na parede e o Apóstolo Ultraman!

Imagem
A mão gigante, a mão na parede e o apóstolo Ultraman


Digão


Depois de alguns dias me recuperando de minha mudança (agora moro em Recife, benhê), estava querendo desenferrujar, escrever algo mais leve, mais devocional, para acalentar a alma. Bem, infelizmente os inimigos da cruz não me permitem baixar a guarda. Aliás, a profusão de anticristos, hoje em dia, faria a alegria de qualquer produtor de filmes de terror de baixo orçamento. Faria, não, faz: vão fazer o reboot de Deixados para trás. Mas essa bobagem cinematográfica fica pra depois.

Li, recentemente, que um encontro de gente vazia de Deus e plena de Baal, encontro esse chamado também de “acampamento”, o cleptoapústula Estevam Hernandes coloca uma mão cenográfica para ser adorada por seu rebanho idólatra, que acha que aquela mão gigantesca, que provavelmente caiu de algum carro alegórico que homenageava o Ultraman no carnaval, era algo parecido com a mão de Deus. É, a falta de familiaridade com o Deus verdadeiro gera esses micos es…

Quem doa dinheiro aos mercenários da fé é apenas uma vítima?

Imagem
Quem doa dinheiro aos mercenários da fé é apenas vítima? Por Gutierres Fernandes Siqueira

Vez ou outra lemos sobre um fiel arrependido processando a igreja da qual era membro porque ao ofertar não recebeu a “bênção divina” esperada. Essa bizarrice é comum em denominações adeptas da "teologia da prosperidade". Há quem veja nessas pessoas - sujeitos que vendem casas, propriedades e carros para entregar ofertas nas igrejas empresariais- como vítimas inocentes de lobos devoradores. Bom, já acho que a coisa não é tão branco no preto.

Embora o mercenário da fé seja um pilantra no ponto de vista ético e um falso profeta na visão religiosa, não é exagero afirmar que a maior parte daqueles que entregam fortunas em igrejas, na busca mágica do milagre imediato, é igualmente carente de um caráter nobre. Vítima? Sim, mas não somente!

Boa parte dessas “vítimas” estão comprometidas numa relação contratual com mercenários. Movidas pela ambição, elas caem nas tentações mais chulas e encaram Deu…

Calvinistas, Pelagianos e a Homossexualidade - uma visão Reformada!

Imagem
Calvinistas, Pelagianos e a Homossexualidade - uma visão reformada

Misty Irons

Como já expliquei num artigo anterior, não penso haver contradição na crença de que os seres humanos são moralmente culpados pela condição pecaminosa não escolhida por eles mesmos. Creio que os homossexuais não escolheram sua orientação sexual, todavia, eles podem ser corretamente julgados por Deus pela violação de seu mandamento da criação simplesmente por serem homossexuais, a despeito de agirem ou não de acordo com sua orientação sexual. Como cristãos reformados, entendemos que esta é a própria definição do pecado original, a saber: entramos neste mundo como filhos de Adão, aos quais foi imputada a culpa do primeiro pecado de Adão e de quem herdamos a corrupção de nossa natureza mesmo antes de começarmos a agir por conta própria. Antes da autoconsciência, da consciência moral ou da consciência da capacidade pessoal de escolha começarem a se formar nos primeiros estágios da vida, já estamos condenados e co…

A Trágica Vinda de Bem no Rim ao Brasil!

Imagem
A trágica vinda de Benny Hinn ao Brasil

Por Márcio Jones

Diante de alguma controvérsia doutrinária ou evento de questionável índole, o puritano John Owen (1616-1683) possuía um método solucionador interessante, o qual quero apresentar. Owen nunca tratou um problema direta e imediatamente; sempre o colocou em seu contexto. Além disso, não se precipitava em responder a perguntas suscitadas. Antes, perguntava: “que princípio está aqui envolvido”? Em seguida: “onde isto se encaixa na doutrina e no ensino geral da Bíblia?”. Vejo tal postura como muito equilibrada, que se distancia, principalmente, de análises equivocadas por falta de conhecimento e que diplomaticamente se adequa até mesmo à mais acirrada discussão teológica. Afinal, se nos dizemos cristãos, sobretudo reformados, invocamos como única regra de fé e prática a Sagrada Escritura, e, para solucionarmos dúvidas teológicas, devemos nos dirigir a Ela em última instância, e as paixões e partidarismos que fiquem em segundo plano. 

Parti…

Minhas Impressões sobre a 15ª Consciência Cristã!

Imagem
MINHAS IMPRESSÕES SOBRE 15ª CONSCIÊNCIA CRISTÃPor Renato Vargens Terminou ontem a noite em Campina Grande na Paraíba, o XV encontro para uma Consciência Cristã. Durante sete dias, preletores de todo Brasil, ministraram a Palavra de Deus a um público aproximado de sessenta mil pessoas. Na ocasião líderes como Hernandes Dias Lopes, Aurivam Marinho, Geremias do Couto, Mauro Meister, Norma Braga, Joaquim de Andrade, Ricardo Bitum, José Bernardo, Jay Baumann e outros tantos mais abrilhantaram o evento anunciando com profundidade o Evangelho de Jesus. O Encontro para a Consciência Cristã pode ser considerado o maior da América Latina. Nele são abordados temas como apologética, família, eclesiologia, música, comportamento, politica, dentre tantos outros mais. Quanto à participação popular tivemos uma enorme multidão participando entusiasticamente de cada seminário, além obviamente de lotar as plenárias noturnas. De fato, Deus se fez presente naquele lugar, abençoando pastores, igrejas e milh…

Oração para Depois do Carnaval!

Imagem
Oração para depois do Carnaval

Nosso Pai Celestial,
Hoje é quarta-feira de cinzas, quando os foliões guardam suas fantasias e, exaustos, voltam à sua rotina. Aqueles mais religiosos farão penitências, e arrependidos por seus excessos, darão boas-vindas à Quaresma, período em que os cristãos católicos se preparam para a celebração da Semana Santa. Outros, indiferentes ao calendário religioso, simplesmente retomarão suas vidas, descobrindo que aquele vazio existente antes da festa da carne parecerá ainda maior.
Ninguém nos conhece tão bem quanto o Senhor. Tu sabes o quão suscetíveis somos às paixões carnais. Por isso, dirijo-me a Ti para rogar o Teu perdão e a Tua misericórdia sobre nosso sofrido povo brasileiro. Não somos inocentes. Sabemos exatamente onde e quando erramos e magoamos o Teu coração. Porém, nem todos conhecem a Ti por meio de Teu Filho Jesus Cristo. Estes carregam nos ombros o insuportável peso da culpa, sem ao menos saberem a quem recorrer em busca de alívio.
Muitos de …

Carnaval Existencial!

Imagem
Por Tiago Mota. 
É meu povo, o carnaval mais uma vez bate a porta, e nada mais atual e pontual, do que pensar um pouco no tema, um dos símbolos dessa festa são as máscaras, nesse período do ano sempre tem um engraçadinho usando uma, já percebeu isso? Existem máscaras de todos os tipos e tamanhos, coloridas, pequenas, discretas, grandes, formatos diversos, de super-heróis, bandidos, terroristas, presidentes e até de jogadores (pobre Neymar). 
Em nossa geração a existência imita a festa, nunca foi tão comum usar máscaras, tem aquelas que se usam no trabalho, outras para se usar com os amigos e é claro não podemos esquecer das máscaras para se usar em casa! Fico espantado, a cada dia que passa vejo um carnaval, perdi o encanto por máscaras, para mim elas são comuns, 365 dias do ano vejo engraçadinhos brincando com sua existência, mas aqui para nós, elas não costumam durar muito, assim como aquelas de plásticos que compramos na rua 25 de março em São Paulo, elas quebram, o elástico é fraco! 

Mercados da Fé!

Imagem
Mercados da Fé

Ao analisar a trajetória das religiões evangélicas no Brasil, a historiadora Karina Bellotti, da UFPR, afirma que o crescimento do mercado gospel influencia também o consumo atrelado a outras religiões, como a católica

REVISTA DE HISTÓRIA.COM.BR
Alice Melo

Neste mês, a Revista de História aborda, em profundidade, a trajetória dos evangélicos no Brasil. Autora de texto que explica a ‘Imagem da capa’ desta edição e fonte da reportagem ‘No ritmo de Jesus’, a historiadora Karina Kosicki Bellotti, professora da UFPR e autora de “Delas é o reino dos céus: mídia evangélica infantil na cultura pós-moderna do Brasil (1950-2000)”, explica o crescimento das religiões evangélicas nas últimas décadas. Em entrevista, a pesquisadora destrincha o surgimento da cultura gospel e indica de que maneira ela está sendo assimilada pela cultura brasileira, em suas múltiplas formas e códigos.
Revista de História da Biblioteca Nacional: Diante do crescimento das igrejas evangélicas nas últimas déca…