Pular para o conteúdo principal

O Cristianismo e o Evangelho!


O CRISTIANISMO E O EVANGELHO

Por Joacy Júnior
(Leia, reflita, use seu discernimento crítico e tire suas conclusões)
O que você está prestes a ler é uma simples comparação antitética entre o Cristianismo institucional, cuja origem tem data, logo está submetida ao tempo, e o Evangelho, cuja origem não se pode medir, visto que “nasce” com a morte do Cordeiro ocorrida antes da fundação do mundo, logo não está submetido ao tempo.
Com essa simples comparação (e ao dizer “simples comparação” não quero ser modesto, é que com sinceridade acho simples mesmo o que aqui escrevo) tenho como objetivo lhe provocar. Isso mesmo, incitar sua mente, lhe chamar para a reflexão, despertar seu senso crítico… Se é que você ainda tem isso… Se é que o “cristianismo” já não lhe furtou o direito de pensar… Tenho como objetivo penetrar nos seus conceitos e perturbar suas convicções cristãs; por isso lhes desejo uma boa leitura, uma boa reflexão e um bom uso de discernimento crítico e, muito mais, uma conclusão que lhe dê a liberdade de como indivíduo pensante, aceitar ou rejeitar, elogiar ou criticar o que aqui escrevo, pois que, o que aqui escrevo também é resultado de minhas conclusões que nascem das leituras que faço dos livros de qualquer natureza, dos mais profundos aos mais simples, das degustações que faço da vida e da compreensão que tenho da realidade que envolve a igreja hodierna.
Ω
O cristianismo[1] é antropocêntrico, o homem reina soberanamente manipulando a fé e impedindo o SER de ser; O Evangelho é Cristocêntrico e Cristo é tudo em todos.
No cristianismo os homens seguem homens, posto que há entre os cristãos os partidos: “eu sou de Paulo, eu sou de Apolo, eu sou de Cefas, eu sou de Cristo” como se Cristo estivesse dividido; No Evangelho os homens seguem a Cristo e por Cristo são capazes de testemunhar sua fé com a própria vida, e, mesmo correndo o risco de ser mal compreendido, não negam a sua fé.
No cristianismo Deus é objeto de estudo da teologia[2] e de seus doutores; No Evangelho Deus é e sempre será maior que a arrogância dos homens que acham poder decifrá-lo.
No Cristianismo a interpretação da aceitação de Abel em detrimento da de Caim é porque Abel deu das primícias[3], Caim não; se esquecem que esta aceitação é porque Deus atentou para o derramamento de sangue na oferta de Abel, posto que em sua oferta havia uma “sombra” da cristocentricidade do culto por haver sacrifício, enquanto a oferta de Caim era fruto da terra. Portanto, Abel não comprou Deus com suas primícias e não foi por elas que ele foi aceito. “Atentou Deus para Abel e sua oferta” – ora, poderia não ter atentado – mas, uma vez que quis atentar para a oferta de Abel, isso é soberania. O que o texto ensina não é sobre oferta que torna o homem aceito; a ênfase do texto é o fato de Deus SER quem É. E isso apesar do homem e suas ofertas. O problema é que só conseguem ver o que “está escrito” e não percebem o que está dito. Logo, no Cristianismo os homens barganham com Deus através de seus “sacrifícios” – todos de tolo – no Evangelho o Perfeito Sacrifício se consumou no grito que ecoou do Calvário: “ESTÁ CONSUMADO”.
No cristianismo “o véu está posto no coração deles” porque só ficam com Moisés[4]. No Evangelho, todos com o rosto descobertos “dão a cara para bater”, posto que, entre Moisés, Jesus e Elias, é o Filho Amado que deve ser ouvido.
No cristianismo os homens ainda se sentem em dívida para com Deus, esquecendo-se que Jesus assumiu a dívida e já pagou alto preço por ela. E é este sentimento de dívida que “justifica” as barganhas; daí o porquê de eles buscarem ainda que inconscientemente (?) uma salvação meritória. No Evangelho a única consciência de dívida é aquela que Paulo sabiamente diz: “a ninguém devais coisa alguma, senão o amor…”.
No cristianismo tudo é “princípio” que se transforma em fundamento de fé. No Evangelho “ninguém pode por outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”. E, sobre este fundamento, cada um é responsável pelo que constrói.
O Cristianismo é a religião do “não toques, não uses, não manuseies”. O Evangelho é a liberdade concedida pela Graça de sempre saber o que convém.
Ω
Sempre em Cristo… que não era cristão e nem fundou essa religião das conveniências, é, porém, o Evangelho Eterno que estabeleceu o caminho pela fé fundamentada no amor ao qual temos acesso ao Trono da Graça.
____
[1] Aqui retrato o cristianismo atual corrompido com suas mensagens antropocêntricas, logo, descentralizado da pessoa de Cristo. Como bem pontuou Mahatma Gandhi: “em vosso Cristo eu creio, eu não creio é em vosso cristianismo”.
[2] Aqui também faço referência a uma teologia que busca ir além dos ensinos bíblicos, logo filosófica, psicológica e sem nenhum comprometimento com a Sã Doutrina.
[3] Algumas igrejas estão adotando a prática das primícias fundamentadas neste texto.
[4] Estou fazendo alusão à tentativa de judaização por parte de uma considerável parcela da igreja evangélica que ainda não entendeu o Evangelho da Graça e insistem em querer “resgatar” o que já fora abolido na cruz por Cristo.
***
Reflexão corajosa e bem compreendida por minha parte, ao ver o cristianismo enquanto sistemática religiosa plural e humana. Como diria Logos, “O Evangelho é quem desvenda os nossos olhos e desamarra todo nó que já se fez. Porém ninguém será liberto sem que clame arrependido aos pés de Cristo, Rei dos reis”. Direto do pela Volta ao Evangelho, para o Púlpito Cristão.
Que o SENHOR tenha misericórdia de nós! AMÉM!

Comentários

L. Gustavo Sousa disse…
Deixo meu comentário que como a postagem, também é só o meu ponto de vista.

A postagem não representa a realidade da vida de todas as pessoas. Me considero um cristão por crer no Cristo (e não em Cristo), desde quando Ele foi gerado pelo Altíssimo e a partir daí veio trabalhando na vida do homem, até o momento que tabernaculou em um corpo físico cumprindo sua missão na terra, para qual foi ENVIADO, estabelecendo a Congregação do Altíssimo e se tornando o Cabeça desta Congregação, derramando Seu precioso sangue em um sacrifício perfeito de expiação pela vida de todos que creem em Seu Nome como filho do Único D'us Verdadeiro. Assentando-se à direita de Seu D'us e Seu Pai.

Não me considero evangélico por não me limitar em alguns livros, já que tenho como referência para a minha vida toda a Palavra do D'us de Israel, do Princípio às Revelações do Apóstolo João.
Marcio Mendes disse…
JESUS nunca foi gerado, ele sempre existiu!
L. Gustavo Sousa disse…
Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei.
Salmos 2:7
Com carinho para você!

SALMO 23

O SENHOR É MEU PASTOR,
Isto é relacionamento!

NADA ME FALTARÁ,
Isto é suprimento!

CAMINHAR ME FAZ EM VERDES PASTOS,
Isto é descanso!

GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS,
Isto é refrigério!

REFRIGERA A MINHA ALMA,
Isto é cura!

GUIA-ME PELAS VEREDAS DA JUSTIÇA,
Isto é direção!

POR AMOR DO SEU NOME,
Isto é propósito!

AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE,
Isto é provação!

EU NÃO TEMEREI MAL ALGUM,
Isto é proteção!

PORQUE TU ESTÁS COMIGO,
Isto é fidelidade!

A TUA VARA E O TEU CAJADO ME CONSOLAM,
Isto é disciplina!

PREPARAS UMA MESA PERANTE MIM NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS,
Isto é esperança!

UNGE A MINHA CABEÇA COM ÓLEO,
Isto é consagração!

E MEU CÁLICE TRANSBORDA,
Isto é abundância!

CERTAMENTE QUE A BONDADE E A MISERICÓRDIA ME SEGUIRÃO TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA,
Isto é benção!

E EU HABITAREI NA CASA DO SENHOR,
Isto é segurança!

POR LONGOS DIAS,
Isto é eternidade!

Que o Senhor te abençoe e te guarde!

***Lucy***
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu, deixo aqui o meu convite.

Paz, saúde e felicidades a você e toda sua família é o meu desejo e oração.

Em Cristo,

***Lucy***

P.S. Visite também:
http://discipulodecristo7.blogspot.com/
Temas bíblicos e mensagens abençoadoras.

Postagens mais visitadas deste blog

5 Expressões Sem Sentido Usadas na Igreja Hoje!

As 5 expressões evangélicas mais sem sentido usadas nas Igrejas
5 – EXORTAR Essa expressão é usada de modo equivocado em 100% das Igrejas. Segundo qualquer dicionário, exortar significa “animar, incentivar, estimular”. Logo, exortar o irmão que está em pecado na verdade não significa repreende-lo. Quem está vivendo no erro não precisa de um incentivo, mas de um auxílio. 4 – LEVITA Essa morreu no Antigo Testamento. Os Levitas eram descendentes da Tribo de Levi, e eram encarregados de TODO O SERVIÇO no Templo. Mas Levita tem sido usado como sinônimo de músico. Besteira pura! Pra começar a música no serviço levítico era a menor das tarefas. A faxina, organização e carregar peso nas costas, isso sim era a parte mais importante do trabalho. Levando em conta que não somos judeus, não somos descendentes daquela tribo e também lembrando que o Templo não existe mais, então estamos dispensados do serviço levítico. Músico é músico. Ponto.
3 – PROFETA Segundo a bíblia, profeta é aquele que revela a von…

Denúncia na igreja do evangelho quadrangular!

PASTORA DENUNCIA LIDERANÇA DA IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR Comentário de Wagner Lemos (ex-membro dessa empresa que muitos chamam de Igreja Quadrangular): Como membro da Quadrangular a mais de 15 anos sei de muita coisa ali… e o que é escancarado é nossa liderança corrupta! Que vê as igrejas como empresas e sua membresia como clientes. Tenho um amigo pastor que foi designado para pastorear uma igreja Quadrangular numa cidade vizinha a nossa, e quando retornou me contou com lagrimas nos olhos: A reunião de liderança da minha região é uma vergonha! Tive que ouvir coisas como: Bater metas financeiras… Arrecadação… Propósitos… Não ouve a menção de almas! Apenas dinheiro… Parecia estar numa reunião de empresários sem ser uma… E esse vídeo que achei na internet só comprova aquilo que já sabia a muito tempo! Os pastores do alto escalão, normalmente os responsável por cada região sobrevivem das igrejas de bairro. Os pastores se viram como podem para manter a igreja e ainda enviar a porcent…

95 Teses para a Igreja de Hoje

Reafirmamos a necessidade das 95 teses de Lutero para Igreja. Há uma necessidade de uma Reforma nos dias atuais!
1 – Reafirmamos a supremacia das Escrituras Sagradas sobre quaisquer visões, sonhos ou novas revelações que possam aparecer. (Mc 13.31) 2 – Entendemos que todas as doutrinas, idéias, projetos ou ministérios devem passar pelo crivo da Palavra de Deus, levando-se em conta sua total revelação em Cristo e no Novo Testamento do Seu sangue. (Hb 1.1-2) 3 – Repudiamos toda e qualquer tentativa de utilização do texto sagrado visando a manipulação e domínio do povo que, sinceramente, deseja seguir a Deus. (2 Pe 1.20) 4 – Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e que contém TODA a revelação que Deus julgou necessária para todos os povos, em todos os tempos, não necessitando de revelações posteriores, sejam essas revelações trazidas por anjos, profetas ou quaisquer outras pessoas. (2 Tm 3.16) 5 – Que o ensino coerente das Escrituras volte a ocupar lugar de honra em nossas igrejas. Que haja …