Pular para o conteúdo principal

Teologia: eu quero uma pra viver!


TEOLOGIA: EU QUERO UMA PRA VIVER!

Por Mário Freitas
Tenho sido questionado por conta de minhas constantes brincadeiras e “cutucões” envolvendo alguns teólogos e algumas reflexões teológicas. Frases minhas no twitter, como “Teólogo é o cara que responde perguntas que ninguém está fazendo”, repercutiram das mais diversas maneiras. Portanto, resolvi escrever um post para tirar a limpo, em linhas bem gerais e até superficiais, o que eu penso sobre a reflexão teológica.
Uma verdade introdutória é que eu sou missiólogo, e reconheço que não há missão sem teologia. Primeiro, vem o Theos; depois, a missio dei. A teologia é o conteúdo anunciado, e a preparação de quem vai. Amo e estudo a teologia, e considero a reflexão teológica extremamente necessária para que a grande comissão seja cumprida com eficácia.
O problema começa quando a teologia torna-se um destino ao invés de um caminho. Noto que alguns teólogos contemporâneos vêem que a razão de ser da igreja é fazer teologia. No entanto, sempre considerarei que a igreja existe para cumprir a grande comissão, e precisa fazê-lo com sobriedade teológica. O debate teológico não pode tornar-se um fim em si mesmo.
Portanto, amo a teologia, mas não respeito o teólogo prepotente que dá voltas em torno da lâmpada, promovendo debates sem gerar soluções práticas e transformadoras. Confesso que, embora possa sugerir preguiça ou mediocridade intelectual de minha parte, não me interesso em saber quantos cristãos contemporâneos são infra-lapsarianos ou supra-lapsarianos. Quero uma teologia para a vida, e acredito que a elaboração de algo assim seja viável. Eu acredito na teologia, e passo a esboçar em que termos eu creio nela.
Eu acredito na teologia soteriológica quando esta propõe que a salvação é pela graça, e que a graça aplica-se hoje, aqui e agora. Que o discurso em torno da eternidade não exclui a responsabilidade da igreja em interagir com o inferno que muitos vivem na Terra. Que Cristo levou sobre si o grito do pobre e oprimido, e que a missão precisa ser integral.
Eu acredito na teologia pneumatológica quando esta desperta na mãe de um viciado em drogas a esperança de que o Espírito Santo pode regenerar seu filho. A teologia que prega que a trinitariedade de Deus age em definitivo na transitoriedade do pecador.
Eu acredito na teologia eclesiológica que consagra o cristão cotidiano e o envia para ministrar no mundo e ao mundo. Que faz com que uma das mais nobres verdades defendidas pelos reformadores, a saber, o sacerdócio universal do crente, seja encarnada por todos e encorajada pelos pastores e líderes, os quais não mais terão medo de “apostolicizar” (enviar) o leigo.
Eu acredito na teologia escatológica que nega o fatalismo e encoraja cristãos a cuidarem do planeta. Acredito na teologia que ensina a separar o lixo, que renova, recicla e re-planta, ao invés de propor que se espere pavorosamente pelo milênio.
Eu acredito na demonologia que se preocupa mais com o inimigo da família e dos relacionamentos, do que em listar os nomes das pombagiras e tranca-ruas que circulam pelas esquinas.
Eu acredito na teologia hamartiológica quando esta aponta que o ato de ocultar algo na declaração do imposto de renda é tão pecaminoso quanto cometer adultério. Apesar disso, creio que a igreja precisa entender que, de fato, não há distinção entre “pecadinho” e “pecadão”, como aprendi na Escola Bíblica Infantil; mas que há “conseqüênciazinhas” e “conseqüênciazonas” em todos os atos dos homens.
Eu acredito na teologia cristológica quando esta é a mais enaltecida dentre todas as áreas de estudo da teologia. Acredito que Cristo é o modelo, o assunto, o centro de tudo. Para Ele, todas as verdades apontam.
Portanto, Cristo é o tema. Ele não se entregou para ser simplesmente debatido ou compreendido, mas para revelar-se aos pecadores através do humilde testemunho de outros pecadores. Como eu e você. Acredito na teologia da gente.
Concluindo: não sei muito de teologia, como você pode perceber. Nem sei tanto sobre Jesus, o maior dos temas teológicos. Mas sei o suficiente para repetir o que outro pecador já disse, antes de mim, na própria Bíblia: “Uma coisa sei: eu era cego e agora vejo!” (João 9:25).
Mário Freitas é um ex-futuro-fracassado teólogo.
***
Direto do Blog Fé Ativa. Divulgação: Púlpito Cristão.
Que o SENHOR tenha misericórdia de nós! AMÉM!

Comentários

Missões Urgente disse…
A paz de Cristo Marcio,
Gostei da explanação desse assunto:
Teologia.
Ser teólogo é fácil, pra quem gosta de ler e estudar então...
Mas ser Cristão é necessário joelhologia.Busca incensante, e negação constante de nossas verdades.

Postagens mais visitadas deste blog

5 Expressões Sem Sentido Usadas na Igreja Hoje!

As 5 expressões evangélicas mais sem sentido usadas nas Igrejas
5 – EXORTAR Essa expressão é usada de modo equivocado em 100% das Igrejas. Segundo qualquer dicionário, exortar significa “animar, incentivar, estimular”. Logo, exortar o irmão que está em pecado na verdade não significa repreende-lo. Quem está vivendo no erro não precisa de um incentivo, mas de um auxílio. 4 – LEVITA Essa morreu no Antigo Testamento. Os Levitas eram descendentes da Tribo de Levi, e eram encarregados de TODO O SERVIÇO no Templo. Mas Levita tem sido usado como sinônimo de músico. Besteira pura! Pra começar a música no serviço levítico era a menor das tarefas. A faxina, organização e carregar peso nas costas, isso sim era a parte mais importante do trabalho. Levando em conta que não somos judeus, não somos descendentes daquela tribo e também lembrando que o Templo não existe mais, então estamos dispensados do serviço levítico. Músico é músico. Ponto.
3 – PROFETA Segundo a bíblia, profeta é aquele que revela a von…

95 Teses para a Igreja de Hoje

Reafirmamos a necessidade das 95 teses de Lutero para Igreja. Há uma necessidade de uma Reforma nos dias atuais!
1 – Reafirmamos a supremacia das Escrituras Sagradas sobre quaisquer visões, sonhos ou novas revelações que possam aparecer. (Mc 13.31) 2 – Entendemos que todas as doutrinas, idéias, projetos ou ministérios devem passar pelo crivo da Palavra de Deus, levando-se em conta sua total revelação em Cristo e no Novo Testamento do Seu sangue. (Hb 1.1-2) 3 – Repudiamos toda e qualquer tentativa de utilização do texto sagrado visando a manipulação e domínio do povo que, sinceramente, deseja seguir a Deus. (2 Pe 1.20) 4 – Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e que contém TODA a revelação que Deus julgou necessária para todos os povos, em todos os tempos, não necessitando de revelações posteriores, sejam essas revelações trazidas por anjos, profetas ou quaisquer outras pessoas. (2 Tm 3.16) 5 – Que o ensino coerente das Escrituras volte a ocupar lugar de honra em nossas igrejas. Que haja …

Denúncia na igreja do evangelho quadrangular!

PASTORA DENUNCIA LIDERANÇA DA IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR Comentário de Wagner Lemos (ex-membro dessa empresa que muitos chamam de Igreja Quadrangular): Como membro da Quadrangular a mais de 15 anos sei de muita coisa ali… e o que é escancarado é nossa liderança corrupta! Que vê as igrejas como empresas e sua membresia como clientes. Tenho um amigo pastor que foi designado para pastorear uma igreja Quadrangular numa cidade vizinha a nossa, e quando retornou me contou com lagrimas nos olhos: A reunião de liderança da minha região é uma vergonha! Tive que ouvir coisas como: Bater metas financeiras… Arrecadação… Propósitos… Não ouve a menção de almas! Apenas dinheiro… Parecia estar numa reunião de empresários sem ser uma… E esse vídeo que achei na internet só comprova aquilo que já sabia a muito tempo! Os pastores do alto escalão, normalmente os responsável por cada região sobrevivem das igrejas de bairro. Os pastores se viram como podem para manter a igreja e ainda enviar a porcent…