Crônicas do Shofarista: Carequinha Chocante!


CRÔNICAS DO SHOFARISTA: CAREQUINHA CHOCANTE

Por Shofarista
Olá amigos!
Estou meio deprê… e o que me deixa meio deprê não são as contas, impostos, problemas, etc. de começo de ano. É que pipocou neste começo de 2012 a careca do patriarca judeu-manauara como se fosse a maior de todas as novidades, porém, antes que o dito cujo viesse com o aeroporto de mosquito lustrado, eu já tinha feito, a muito tempo atrás!!!
Alôôô, tá na hora de deixar as heresias com marca registrada! Imagine só, se há 6 anos atrás eu e outros iludidos tivéssemos a brilhante ideia de patentear a careca ungida, o patriarca estaria nos devendo uma grana… hehehe. Foi coisa do inimigo isso!!!! Amarra ele Chessus!!!!
Nesta loucura de ato profético, votos de barba longa, abstinência de alimento, carecas polidas e tal, e no auge do chifre ungido, fomos convidados (junto com o futuro apóstolo) a ministrar num evento de jovens mais aos rincões do sul da pátria amada.
O organizador do evento já conhecia nosso discipulador (pastor Claicão Manto de Fogo) de outra cruzada de fé, poder, shu! (e dinheiro). Como bons discípulos, meu irmão e eu estávamos dispostos a seguir nosso deus, digo, nosso discipulador gedozista por onde ele fosse! Espada pelo apóstolo, amém igreja?
É impressionante como a cegueira e manipulação nos levam a inverter valores espirituais e humanos. Eu tinha que ir, precisava mostrar meu valor de discípulo shofarista! O custo disso tudo? Uma briga feia com minha noiva… magoei os sentimentos dela profundamente entendendo que isso era “pagar o preço” do discipulado. Minha missão era tocar o shofar, nem que as pessoas que amo se ferissem… é meu amigo, isso é só uma amostrinha do efeito dos vermes que comem o juízo dos iludidos subnutridos biblicamente pelo Brasil a fora.
Fui noivo para o evento, mas não sabia se voltaria nesta condição. Deixo a surpresa pro final deste texto.
Chegando lá, o pequeno profeta ministrou auxiliado pelos carecas. Fico pensando o que se passava na mente daquela gente. E nós, com pompa de fariseu dizíamos: “É um voto sagrado, de humilhação, amém Gezuiz?”.
E nesta de ser ungidão, o shofarista ficou chocante! É o shofar elétrico! Explico: no dito local a corrente elétrica era de 220v, e eu tinha um voto: só tocaria o corno santo descalço, para liberar mais unção profética. O local era de piso de lajota, e o espero aqui, descalço, foi arrumar o microfone… rá! Como disse eu na hora: “Misericóóóóóóórdia!!!”. Tomei-lhe um choque que foi de arrepiar o cabelo!!! Opa, peraí, eu estava careca! É queridão, quase nasceu cabelo! Rá!
Depois de muita grória, era hora de voltar. Deixamos os jovens infectados pelo vírus da multiplicação custe o que custar gedozista. Tinha um rapazinho que, mesmo sem ir ao Encontro com Deus, repetia sem parar: “A visão é tremenda, tremenda…”. Coisa de doido seu moço!
Saído de lá, hora de encarar a estrada. Era retorno de feriado e a coisa empenou feio. Congestionamento, problemas mil! E tínhamos uma agenda santa, iríamos participar do ato profético do avião (não lembra? CLIQUE AQUI E LEIA). Estrada cheia e o resultado previsto, ou seja, nos atrasamos e não deu para estar lá no ato profético.
Nesta ocasião, os membros da seita, digo, igreja, marcharam pelo bairro declarando vitória! É isso aí, marcharam profeticamente para conquistar o território! Detalhe: todos vestidos de branco para trazer muita paz! Eita Deus!!! É mixxxxxtério!
Chegamos apenas para a celebração da noite. A viagem que duraria duas horas e meia, levou mais de seis horas. Seria o espírito de congestionamento nos impedindo? Sai de retro! Seria o encosto bloqueador de rodovias?
Quando cheguei, era fim de celebração. Discretamente subi no altar e com uma estufada de peito (unção de pombo) toquei o shofar! Shúúúúúú!!! Êxtase puro!
Assim, concluímos nosso dever. Ah, o resultado: NADA DE NOVO! De novo! Muita emoção, muito shuuuu, nada de Bíblia, nada de compromisso, nada de maturidade e crescimento espiritual genuíno.
Já ia me esquecendo… minha noiva me deu uma fria. Estava muito nervosa comigo, mas me perdoou. Casamos, saímos da seita judaizante, abandonamos o misticismo.
A vida melhorou, e muito! Sabe por quê? Não, não temos mansão nem carro importado. Não estou imerso numa tempestade de 500° de puro fogo santo e poder. Não, minha vitória não tem sabor de mel.
A vida melhorou, pois entendemos o Evangelho e sua simplicidade. O amor de Deus e Sua graça nos mostraram a simplicidade da fé cristã, exclusiva em Cristo, sem apetrechos neojudaizantes ou macumbas neopentecostais.
Careca de novo, só se ficar calvo. Ou se o patriarca baixar decreto santo!
De seu amigo cabeludo, Shofarista.
***
Crônicas do Shofarista é o retrato daquilo que muitos vivem no misticismo neopentecostal com seus modismos bizarros. Acompanhe a série e aguarde novas crônicas.
Série exclusiva no Púlpito Cristão
Que o SENHOR tenha misericórdia de nós! AMÉM!

Comentários

a Paz Márcio depois de ler a postagem fiquei curiosa pra saber que seita é essa?
Marcio Mendes disse…
Não é seita, se trata de uma crônica do que o PaiApostolo Rene Terra Nova estão fazendo lavagem cerebral no povo que não lê Bíblia.

Metanóia e Reforma já!

Postagens mais visitadas deste blog

5 Expressões Sem Sentido Usadas na Igreja Hoje!

Denúncia na igreja do evangelho quadrangular!

95 Teses para a Igreja de Hoje