Pular para o conteúdo principal

Conheça a Cabala!


Kabbalah קבלה


Johnny T. Bernardo

Durante muito tempo relutei em acreditar que o Judaísmo – assim como acontece no islamismo – possui um lado pouco conhecido do povo leigo. Por trás do ritualismo cerimonial, rico em tradições e costumes dos antigos, existe uma forte tendência ao ocultismo e ao misticismo puro e simples. Lendas, unicórnios, astrologia e cabalismo são apenas alguns dos aspectos que caracterizam a vida secreta do povo judeu.

Alguns pesquisadores procuram contornar a situação ao relegar o cabalismo à periferia, ou seja, um movimento dentro de outro movimento. Citam como exemplo o sufismo, que embora subsista dentro do Islamismo, não é reconhecido como parte da fé islâmica. No entanto, isso não serve para explicar todos os aspectos da fé islâmica em comparação ao judaísmo. É fato concreto que à medida que mais se afasta de Meca, mais sincrético e pagão torna-se o islamismo. Basta apenas uma simples visita aos muçulmanos do norte e sul da África para se constatar este fato. Há, também, inúmeras diferenças entre sunitas e xiitas.

O Judaísmo faz parte do dia a dia do povo judeu, pois rege todos os aspectos de sua vida e conduta social. Não há como separar o judeu de sua fé. Também é verdade o fato que o Judaísmo esta imerso em folclore, misticismo, superstições, tradições e, pasmem, em ocultismo declarado. Um caso típico do misticismo judeu é a lenda do Beemote. Segundo a mitologia judaica, o Beemote é um animal gigantesco por excelência, em oposição ao Leviatã. Diz uma lenda judaica que Beemote e Leviatã se enfrentarão no final dos tempos, matando-se um ao outro; então, sua carne será servida em banquete aos humanos que sobreviverem. Há uma referência ao mostro Beemote no capítulo 40 do livro de Jó.

"Contemplas agora o beemote, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi. Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre. Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos. Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro. Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada.

Em verdade os montes lhe produzem pastos, onde todos os animais do campo folgam. Deita-se debaixo das árvores sombrias, no esconderijo das canas e da lama. As árvores sombrias o cobrem, com sua sombra; os salgueiros do ribeiro o cercam.

Eis que um rio transborda, e ele não se apressa, confiando ainda que o Jordão se levante até à sua boca. Podê-lo-iam porventura caçar a vista de seus olhos, ou com laços lhe furar o nariz?"

Existem inúmeras interpretações sobre este monstro, desde um simples Hipopótamo até um dinossauro saurópode. Entretanto, o que há de consenso entre alguns pesquisadores é que o Beemote é uma versão hebraizada de um animal mitológico da cultura persa, conhecido como boi Hadhayosh. Assim como o bezerro de ouro de Araão (Êxodo 32), mais uma vez um elemento do paganismo foi absolvido pelo folclore israelense.

A Cabala ou Kabbalah

A Cabala é, sem dúvida alguma, um dos aspectos mais tenebrosos da religião judaica. Uma definição correta mostrara que a Cabala é a prática de “transmissão” de conhecimentos esotéricos pela palavra falada. Acredita-se que os reis Davi e Salomão teriam sido iniciados na Cabala e o Rabi Shimon Bem Yohai teria dado os primeiros passos no sentido de escrever os primeiros tratados sobre a Cabala. Coube ao Rabi Eleazar e seus seguidores reunirem os documentos e deles compor o Zohar, a fonte do cabalismo.


Outras fontes indicam que a Cabala teria sido importada da Babilônia, quando os judeus lá estiveram desterrados. Durante os setenta anos de cativeiro, os sacerdotes judeus teriam sido iniciados nos mistérios babilônicos, adaptando-os posteriormente a cultura e religião judia. Sociedades secretas do mundo todo foram influenciadas pela Cabala, além de governos e lideres nazistas. Dentre os países influenciados, nenhum supera os Estados Unidos da América. Dan Brown revela parte dessa conexão ocultista em seu novo livro, O Símbolo Perdido, onde desvenda passo a passo os mistérios que envolvem o Capitólio (Congresso), a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Musues Smithsonian. Por toda a capital dos EUA existem referências ao paganismo e cabalismo judaico.



Johnny T. Bernardo é apologista, jornalista e colaborador do Genizah


Fonte:
http://www.genizahvirtual.com/2011/11/kabbalah.html


Que o SENHOR tenha miséricórdia de nós! AMÉM!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 Expressões Sem Sentido Usadas na Igreja Hoje!

As 5 expressões evangélicas mais sem sentido usadas nas Igrejas
5 – EXORTAR Essa expressão é usada de modo equivocado em 100% das Igrejas. Segundo qualquer dicionário, exortar significa “animar, incentivar, estimular”. Logo, exortar o irmão que está em pecado na verdade não significa repreende-lo. Quem está vivendo no erro não precisa de um incentivo, mas de um auxílio. 4 – LEVITA Essa morreu no Antigo Testamento. Os Levitas eram descendentes da Tribo de Levi, e eram encarregados de TODO O SERVIÇO no Templo. Mas Levita tem sido usado como sinônimo de músico. Besteira pura! Pra começar a música no serviço levítico era a menor das tarefas. A faxina, organização e carregar peso nas costas, isso sim era a parte mais importante do trabalho. Levando em conta que não somos judeus, não somos descendentes daquela tribo e também lembrando que o Templo não existe mais, então estamos dispensados do serviço levítico. Músico é músico. Ponto.
3 – PROFETA Segundo a bíblia, profeta é aquele que revela a von…

95 Teses para a Igreja de Hoje

Reafirmamos a necessidade das 95 teses de Lutero para Igreja. Há uma necessidade de uma Reforma nos dias atuais!
1 – Reafirmamos a supremacia das Escrituras Sagradas sobre quaisquer visões, sonhos ou novas revelações que possam aparecer. (Mc 13.31) 2 – Entendemos que todas as doutrinas, idéias, projetos ou ministérios devem passar pelo crivo da Palavra de Deus, levando-se em conta sua total revelação em Cristo e no Novo Testamento do Seu sangue. (Hb 1.1-2) 3 – Repudiamos toda e qualquer tentativa de utilização do texto sagrado visando a manipulação e domínio do povo que, sinceramente, deseja seguir a Deus. (2 Pe 1.20) 4 – Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e que contém TODA a revelação que Deus julgou necessária para todos os povos, em todos os tempos, não necessitando de revelações posteriores, sejam essas revelações trazidas por anjos, profetas ou quaisquer outras pessoas. (2 Tm 3.16) 5 – Que o ensino coerente das Escrituras volte a ocupar lugar de honra em nossas igrejas. Que haja …

Denúncia na igreja do evangelho quadrangular!

PASTORA DENUNCIA LIDERANÇA DA IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR Comentário de Wagner Lemos (ex-membro dessa empresa que muitos chamam de Igreja Quadrangular): Como membro da Quadrangular a mais de 15 anos sei de muita coisa ali… e o que é escancarado é nossa liderança corrupta! Que vê as igrejas como empresas e sua membresia como clientes. Tenho um amigo pastor que foi designado para pastorear uma igreja Quadrangular numa cidade vizinha a nossa, e quando retornou me contou com lagrimas nos olhos: A reunião de liderança da minha região é uma vergonha! Tive que ouvir coisas como: Bater metas financeiras… Arrecadação… Propósitos… Não ouve a menção de almas! Apenas dinheiro… Parecia estar numa reunião de empresários sem ser uma… E esse vídeo que achei na internet só comprova aquilo que já sabia a muito tempo! Os pastores do alto escalão, normalmente os responsável por cada região sobrevivem das igrejas de bairro. Os pastores se viram como podem para manter a igreja e ainda enviar a porcent…